28 julho 2008

AS PRAIAS DE SINTRA

Em portaria conjunta dos ministérios do Ambiente e da Defesa Nacional, foi declarada ,no dia 15 deste mês de Julho, a praia da Aguda como praia de uso suspenso. A suspensão é por um periodo de UM ANO. Assim as dores de cabeça, em relação ao mar de Sintra, vão desaparecendo, com o fecho das praias.....

27 julho 2008

A PESCA DO ARRASTO, TAL COMO NÃO SE VÊ

video

Criou-se a ideia que a pesca de arrasto seria menos destrutiva que as outras artes, nomeadamente a pesca com redes de emalhar. A razão invocada era tão sómente a da perda de redes. Creio que se hipotecou uma boa parte do futuro das pescas com base em uma mão cheia de nada; Sómente a furia do lucro, que , inexplicavelmente, tinha contas mal contadas....

26 julho 2008

O MANEL NO MACHICO

Falei com o Manel do "Marias", que me relatou, para grande espanto meu, que o Mar da Palha se estendeu, qual passadeira gigante, até à MADEIRA, para SUAS EXCELENCIAS poderem passar. Deve ter sido comer e dormir à fartazana, fónix..... Assim é que o mar vai caçando a malta. Mansa, mansamente.....

SÃO DOMINGOS

Tenho uma devoção profunda, por esta reserva. Recomendo um estagio nos duplos fundos de pelo menos 2 anos.
Acompanhou , alegremente diga-se, o meu jantar do fim de semana passado.
Sabe a pouco.

25 julho 2008

A BRIDGE TOO FAR OR OVER TROUBLE WATERS

Valha-nos Nossa Senhora do Bolo Rei......

Ainda bem que a ponte de Alcantara ( a nóvel ponte movel, VHF canal 68) não é de alevantar.... É de deitar.... Senão lá se ia a ponte alta das barcoletas.... E os mastros , mastaréus e outros...

video

como cagaréus, etc., etc.....

MAR NA POPA

Pois há destas situações, pois há. Se a qualidade de " aboiar" não estiver bem ao de cima, lá vai tudo por ali abaixo.... Depois diz-se que desaparecem....

21 julho 2008

TODOS GATOS SÃO PARDOS

video

CASCAIS AO FIM DE SEMANA

Passei o FdS sózinho, o que me parece o crime quase perfeito. Só o telefone destoava , a lembrar que havia mundo.

video

Esqueci a maquina fotografica, deixando ao telefone essa árdua obrigação de mostrar o que os olhos vêem.

A policia Maritima já INVESTIGA as embarcações que se mostrem em faina de pesca, mesmo sem os sinais regulamentares içados. Basta uma cana de pesca do lado de fora.....

Ainda sou do tempo da licença do isqueiro.

17 julho 2008

CORREIO DA COLOMBIA

Navio de carga, de bandeira Cambojana, detido em BREST, França, desde Junho de 2002. Este navio foi abordado por comandos Franceses, cerca de 700 milhas a SW dcanarias, em águas internacionais, portanto. Transportava para cima de uma toneladite de cocaína Colombiana, com um valor estimado de 235 milhões de U$.O navio tinha como destino BILBAO , Espanha, e trazia uma carga de sucatas de ferro.

CHEGA PR'A LÁ

Atitude não lhe faltará. Mas não chega, assim como o peso ( a falta dele). Deu uma bela fotografia e um belo susto.

15 julho 2008

SACOR

Hoje , poucos se devem lembrar. Tinha navios . Uma serie deles. Uns maiores que os outros. Ainda não pintaram a chaminé deste pobre diabo. Fica-lhe mal, o vermelho.

14 julho 2008

NOS MARES DOS AÇORES

Estão atracados ao cais. Há 500 anos fundeavam.
Coincidencia fantástica.
Fotografias do Flipinho.

DEPRESSÂO

São as nossas e as de todos. A da imagem, é da segunda categoria. Vem nas revistas, e dá uma ideia da vida das citadas. Também há as do João, qundo lhe perguntam se a cerveja é de garrafa:
" - Não , é de pressão, sff". Mas são outras andanças.
Trazem sempre tempos aborrecidos, ventos chuvas, inverno.
Para nós os marinheiros, interessa saber que, se a fulana está para NORTE da nossa posição, à sua aproximação , observaremos o vento:
A rondar no sentido directo e a aumentar, passando depois por uma fase de enfraquecimento e a rondar no sentido dos relogios ( ponteiros). Nesta fase há lugar quase sempre à subida da temperatura e humidade.
Ronda ainda no sentido retrogrado , com o aparecimento do ar frio, aumentando também de intensidade.
Se por acaso a baixa estiver pelo SUL da nossa posição, o que acontece normalmente é o vento rondar no sentido directo passando do SW a ESTE para depois se ficar pelo NORTE.

11 julho 2008

OS VENTOS

Em Ilhavo, A GRANDE, OS BENTOS.
Havia o das farturas, onde jogavamos aos marrecos, com as moedas de escudo que conseguiamos caçar aos parentes, e o outro, que secava a roupa , a corar desde manhã.
Era uma imagem ENORME, ver a roupa dos bacalhoeiros a secar - corar , ao longo dos ribeiros da Vila. Numa ocasião dessas, caí a um poço, nas bessadas.
Hoje tratamos dos outros, que são os Levantes e Vendavais, se do estreito de gibraltar, Mistral Tramontana e Bora, Europeus de gema, ou Leveche, Chilli ou Ghiblis, se Africanos do norte.
Também temos os nossos TRADE WINDS, as Nortadas, xatas cumó caraças....
A rosa dos Ventos, cá em cima, que todos tão bem conhecemos, aqui já com quartas, e que nos dizem de onde vem o vento.
Os boletins meteo referem-se a este sistema, agora mais em graus ( 0 a 360) que a quartas, e que seria Norte, Norte quarta a Nordeste, Nor-Nordeste, Nordeste quarta a Norte, Nordeste etc, etc, até fazer o pião.
Também assim se governavam os navios. No tempo das magnéticas , claro.

09 julho 2008

NA RIBALTA

E eu a pensar que era em Alhandra.... Bom , mas alguém teve o bom senso de nos fotografar ( FINALMENTE!!!!) a descer o rio. A boa disposição estava instalada.... Seguir-se-ia o mar da palha . Reparem na marujada na 1ª classe. E agora, completamente à borla, o fogo de arificio, em Alhandra, engenho do meu telemovel. video

04 julho 2008

FAIAL AÇORES




Pois, também andam nas aguas.
Fotografias excelentes do serviço Filipe Vitorino, em directo.
Atracou no Faial no final da semana passada.

AINDA DE VOLTA A LISBOA

A preparação para atravessasr um novo oceano, se bem que só de raspão, incluia :
2 Galões bem quentes
2 Arrufadas com muito coco
1 Pastel de nata pouco zozido com canela a pontapé
1 Bica em chavena escaldada
1 cigarrada na sala de xuto, ou seja, à porta da pastelaria.
Xiça, qu'estes gajos saem caros pela palha.....
Mais imagens da Marinha do Tejo, com o vento a esmorecer. Primeiro, o vento escasseou, depois morreu
Ésta imagem ainda está carregada de vento .... do porão
Espera que enerva
e a cereja no cake, on top claro.... Para os nossos marinheiros:;
Vento a escassear é:
-?????

AZELHAS DO MAR

Volta que se dá no seio de um cabo. Perigoso, quando embarcado, pois sobre pressão é uma gaita para o demover e levé-lo a outros feitos.

03 julho 2008

AZENHAS DO MAR - SINTRA E O MAR

É estranho mas verdadeiro. Sintra tem mar. Tem costa. Tem sal. Poucos percebem isso. Os que o sabiam , ou já morreram, ou ninguém já os ouve. Para grande parte "de nós", Sintra é a decrepitude do seu centro, as suas ruas com muros a cair, e a sua vegetação fresca. Para a classe política, Sintra é QUELUZ, MASSAMÁ, CACÉM, MEM MARTINS, etc..... são, basicamente 400.000 almas votantes . Claro que os votos, o dinheiro, as poucas obras feitas em anos de eleições, NÃO SÃO EM SINTRA.Quando alguém perceber o mar de Sintra, que fale comigo.

A casa branca, que deveria ser uma marca, um ponto notável de ajuda aos pescadores, não fora o facto de os vizinhos terem copiado o colorido, e " desmarcado" tudo. Pobres pescadores.

O que se vê é avassalador. prende-nos e esmaga-nos. O mar sempre presente.

As casas são do mais bonito que já se viu. Muitas são hoje hotéis de charme Tem o seu quê de esquisito. Sintra, para todos os efeitos, sempre foi o "cooler" da realeza e de quantos podiam pagar o arrefecimento. Vila serrana, nas bordas da capital. Óptima durante o Verão; Escapava-se das febres e outras maleitas. Não é pois de estranhar que viva de costas voltadas para o mar. Ela sim, perfeitamente. Acredito que o mar, para Sintra é uma grande dor de cabeça, que podia perfeitamente ficar-se por Cascais, e vá lá, Mafra. É por isso que vemos , dia a dia, ano após ano, a decrepitude a avançar inexorável e fatalmente. E todos de olhos fechados. As arribas caem; solução : fecham-se ao trafego pedonal e motorizado os seus acessos. E assim ficam, até que os próprios sinais se estampem lá em baixo, no mar, eles próprios arrastados por nova avalanche A arquitectura que um dia se quis PORTUGUESA ainda está presente. Património que se vai perdendo. Hoje, o desinteresse pelas casas velhas é enorme. Creio mesmo que só servem para estatisticas. Contam como habitações. As Azenhas são, a meu ver, o que de melhor Deus nos deu. E nós estragamos.

A REGATEAR - PERNADA ALAHNDRA / LISBOA

Aqui ainda tinha de virar a cabeça, para os ver. Depois, os tais anõeszinhos justificaram o dinheiro gasto, e, graças a isso ou a S. Volvo, ..... Lá nos passaram, todos lampeiros... Simprinhas, é o que são......
Nada a fazer, a não ser lamber as feridas

01 julho 2008

LARGADA CANSATIVA

4 ou 5 minutos após o tiroteio da largada, no OK CURRAL de Alhandra, o vento também largou e foi para outras paragens. E nós pr'áli ficamos, a modos que aparvalhados e a atacar na cervejola a horas que envergonham o comum dos bebedores: A deshoras, diria eu. Mas a inclemencia do Sol não perdoava.
Nesta ocasião já o Blue Moon liderava , aí o 5 ou 6 lugar isolado, e primeiro dos pitroleiros, logo seguido do invejoso do Zé Oliveira, que durante o fim de semana mandou um grupo de anõeszinhos limpar o casco das barbas dos mexilhões e das muitas cracas que a esbelteza destas embarcações tanto atraem.... Só para se limpar da afronta (s) que constantemente lhe pregamos.Mas como ele me deu uma garrafa de vinho, é suposto eu elogiá-lo. Só espero que seja bom.... SENÃO :-)>
Foi o primeiro a encetar a perseguição, coisa que fez com muita galhardia, e talvez com o motor às 1200, para não fazer muito xinfrim. Enfim, lá se foi preparando para nos alcançar.
Roubou-me o vento, fez tábua rasa da regra 13 do RIEAM, e toda uma série de achincalhices de todo o tamanho, de que nem é bom falar.

MANHÃ SEGUINTE

Tinha-se esta bela luz, pela manhã; 7 horas, e uma aragem que cairia 5 minutos antes da largada.
Mais de cima, vinha este cidadão da velha Albion, todo janota, só com o paninho da proa.
Aqui a corrente é importante, como verificamos na nossa descida. 2,5 nózes era a nossa velocidade , com o pano a bater....