17 março 2010

DE BRAÇO DADO


Estes namoros entre navios, nem sempre são aconselháveis, tal como no caso aqui acima.a diferença de condição sobrepõe-se. E para evitar males grandes, há que manter as distancias. Embora às vezes seja uma aflição, na margem sul e na barra grande.




Nestes outros casos, já tudo parece bem e o braço dado é um acto natural. Nada lhes fica mal.

Pese embora o facto de haver dias em que tem de se dar umas turras e uns encontrões, para a coisa andar.
Os bons encontros fazem os bons.....

Sem comentários: