14 junho 2010

ENTRE SÓIS


Entre o nascer do sol, acima, e o por do sol, abaixo, mediavam 3 refeições e muito, muito calor. O dia nascia razoavelmente limpo, até o calor fazer o seu trabalho e encher tudo de nuvens,de uma forma avassaladora. Quase que se tocavam. Água em cima de nós, água por baixo. Aqui os aguaceiros ainda eram aguaceiros.....


Sempre mais espetacular, o por do sol encantava quem o via. Neste fase, ainda de quartos de 6 horas ( sextos??), dava para ver os dois, e isso preenchia-me o dia. Gozava com o que tinha visto, e antevia em puro deleite o que estava para vir. O resto são cantigas. Com ou sem piloto automático.

3 comentários:

joao-carioca disse...

De visita ao blog, percebi que alguma coisa se passava para nunca mais aperecerem notícias depois da Cascais Audi Med Cup.
Agora percebi por onde andava o Blue Moon! A ver os pôr do sol por esse Atlântico abaixo! Suponho que uma directa de 19 dias a uma velocidade de 10 nós(?) ! E com o calor do motor adicionado aos trópicos, faço uma ideia pelo que se passou.
Acho que uma viagem dessas merece um post mais longo.
Bons ventos (motoradas).

Anónimo disse...

Seu grande malandreco!
Foste a Luanda e não me disseste nada.
Tiveste muita sorte ao içar a bandeira ai contrário.
Sabes o pue te poderia acontecer se alguem tivesse visto?
Ou te metias dentro de engrenagem ou levavas com a catana até ver estrelas.
J.D.

barconauta disse...

Este post foi muito poético lol.