24 novembro 2006

A V E I R O

Decorreu com muito luxo a recepção aos Amigos de Lisboa aqui em Aveiro. Por força da meteorologia fomos obrigados a cancelar o passeio de moliceiro até ao Bico da Murtosa e cancelamos também a visita ao Museu Marítimo de Ílhavo, na verdade todos nós já lá tínhamos estado. Não nos desobrigamos, no entanto, da feijoada de Samos, preparada com esmero e carinho pelo Ricardo Madeirense, que estava de estalo. A Associação Náutica da Torreira trouxe até nós o Porto de Honra que tinha preparado para a recepção da Torreira, tendo todos nós degustado um tawny ruby com um tudo cheio de anos que estava simplesmente delicioso. A Confraria de São Gonçalo abrilhantou o jantar com um numero de variedades em que reproduziu o seu vasto e portentoso reportório, nomeadamente a canção com que concorreu ao Festival de Cuernavaca na América Latrina, a famosíssima "Qué vá qué vá, qué vá", tendo também actuado, directamente vindo do Circo Chen Monteiro o vidente, mágico e ilusionista emérito Luís Christo, que encantou a assistência com as suas ilusões, truques e dixotes, tendo mesmo declamado Luís Regala. Aliás, após o espectáculo, o vidente recebeu de imediato um convite da TV Globo para animar o próximo Carnaval do Rio de Janeiro, sendo coadjuvado pelo Comandante Licas, deslocando-se este ao Rio para liderar a organização do Carnaval, facto que muito nos enche de orgulho e impância. Decorreu deste modo este jantar, tendo ainda sido distribuídas t shirts alusivas à visita dos nossos amigos, que a organização entendeu por bem mandar imprimir. No fim do jantar o nosso presidente agradeceu a presença dos convidados, dirigindo-se em particular aos representantes da Associação Náutica da Torreira e à Drª Ana Maria Lopes, que nos honraram com as suas presenças. Ahhh, um piqueno pormenor, os nossos Amigos de Lisboa não vieram.

7 comentários:

drake disse...

phoenix, os gajos num apareceram

GODOFREDO disse...

Conta lá que evento foi este.
Não tive conhecimento de nada.
Como já disse alguém, gostava de ter o teu sotão de fotografias.

BLUE MOON I disse...

Mas não tens....
Foi uma festança, onde se encontraram (?) velejadores do sul ( Lisboa, diga-se) e de Aveiro.

Pura ficção

PARDAL disse...

Um dia haverá mar a norte do Cabo da Roca !!!
Mais tarde ou mais cedo todos saberão disso, quanto mais não seja, no dia em luxuosos paquetes atraquem em Aveiro.

BLUE MOON I disse...

Cabo Raso, Cabo Raso.......

Eugénio disse...

Ficas-te mesmo pelo cabo raso? Num sejas mauzinho

António Cândido disse...

Pardal, a Norte do Cabo da Roca está o Triangulo das Bermudas, os gajos desaparecem! Já imaginaste um paquete ir c'os indios?
As T-shirts que mandamos fazer é que deviam ter sido azuis. O que é que vamos fazer com estas coisas verde-alface?
Esqueceam-se de uma coisa (várias):
-Agradecimento à Câmara M. de Aveiro pelo autocarro que não foi preciso;
-Agradecimento à Associação Náutica da Toreira / Câmara M. da Murtosa pelo moliceiro que não foi preciso;
-Agradecimento aos sócios do Avela que deixaram os barcos num esmero para albergar os Mouros que não vieram;
-Agradecimento à ANT por não terem desistido com a anulação do Porto de honra e terem trazido a oportunidade de saborearmos o xarope anti-depressão no AVELA;
-Agradecimento a todos os que de alguma forma investiram do seu tempo e imaginação para participarem na preparação de uma recepção aprumadissima aos nossos queridos amigos Mouros, que não vieram.