14 julho 2006

S.RUY

O S. Rui , em fotos algo distanciadas; Como navio à linha e como de redes de emalhar; O Rucas era um navio extraordinário. O salão de Oficiais ( na rabada, ) era imponente; O latão polido era o metal mais visto, e como reluzia; As 5ª feiras deviam ser um tormento, com o cheiro.... O Rucas fazia parte de uma encomenda de 5 navios mandados construir pela Sociedade Geral de Transportes Marítimos, a "SG", em 1939. Dois deles, o "São Ruy" e o "Santa Maria Madalena" foram dispensados pela"SG" à Empresa de Pesca de Viana e transformados em navios para a pesca à linha. Eram da classe do "São Macário" e do "Mira Terra" . Depois do "José Alberto", lugre-motor adquirido na Dinamarca em 1935, foram os dois primeiros navios-motor, construidos em aço para a pesca do "fiel amigo". O "São "Ruy" foi estreado pelo Capt. Aquiles Gonçalves Bilelo, que se reformou no final da campanha de 1951, sendo substituido pelo seu filho Capt. José Pelicas Gonçalves Bilelo que o comandou até à campanha de 1962. Na campanhas de 1963 foi comandado pelo Capt. Joaquim da Graça Agualuza (Capt. Quim da Graça) e em 1964 pelo Capt. Francisco Marques. Depois de 1964 foi comandado pelo Capt. José Soares ( mais conhecido entre os amigos e companheiros pelo Zé Formiga). Sucedeu-lhe o Capt. Óscar Fernandes, filho do Capt. Manuel José Fernandes .Na primeira viagem do navio a pescar com redes de emalhar ,embarcou o Capt. Óscar. Passou para o Cap. Paroleiro, e a partir daí, pouco sei. Convidado para comer bastantes vezes, impressionava-me sempre com o seu salão; O comer já não recordo, mas o peixe era fresco.....

8 comentários:

Anónimo disse...

Entre o cpt. Óscar e o cpt. Paroleiro, comandou este navio o cpt. Manuel Maria Branco Pata.

Anónimo disse...

O capitão José Soares já faleceu.

O Arrais

Anónimo disse...

Esta fotografia do navio atracado em Viana do Castelo é do falecido sr. capitão Francisco Leite, mais conhecido por Xico Leite.
Quando a tirou era Imediato do navio, comandado pelo capitão José Bilelo,
O sr. cpt. Xico foi comandante do "Sam Tiago" e deixou a pesca, passando para a Sacor Marítima onde foi um comandante de renome.
Foi capitão chefe da Sacor e estreou ou o "Galp Sines" ou o Galp Lisboa". Não sei bem qual deles foi.
Depois de reformado e como "gancho" comandou o paquete "Vasco da Gama" - ex- "infante D. Henrique".
Passava os seus tempos de verão na Costa Nova a navegar no seu maravilhoso "vouga" o "OK".
Foi um grande amigo.

O Arrais

Sailor Girl disse...

ó Zé, o S.Ruy era gémeo do Sta Maria Madalena?

BLUE MOON I disse...

Era sim senhor

Anónimo disse...

O "São Ruy" e o "Santa Maria Madalena", construidos em 1939 são gêmoes, constridos na CUF. Este "Santa Maria Madalena" perdeu-se por encalhe à entrada do porto de Faringharaven em 1959.
Existiu outro "Santa Maria Madalena", mas arrastão clássico gêmeo do "Vasco d'Orey", ambos construidos em 1962 nos ENVC - Estaleiros Navais de Viana do Castelo. Estes dois últimos navios tiveram fins trágicos.
Contarei mais tarde.
Assim penso que ficou esclarecida a dúvida do Veiga, quanto ao "Santa Maria Madelena" poder ser gêmeo do "São Ruy".
Um abraço para o Veiga.

O Arrais.

bilelo disse...

Tenho em casa um exemplar da fotografia do S. Ruy carregado. Tão carregado que o mar levara parte do material de pesca - perdoem-me qq incorrecção relativa à nomenclatura. À chegada, o armador cumprimentou o capitão com a seguinte frase: "Isto parece um navio pirata", voltando as costas. Foi-me contado pelo próprio, o meu avô Bilelo.

Anónimo disse...

Ao post do Bilelo eu digo:
O Sr. João Cerqueira, administrador da Empresa de Pesca de Viana, quando entrou a bordo e depois de ter observado o "estado" do navio, mais do que sobrecarregado e faltando-lhe palamenta, alguns botes e varandins torçidos cumprimentou o comandante e disse-lhe:
Assim também não. Não era preciso tanto. O capitão exagerou e voltou-lhe as costas, não por desagrado mas por grande satisfação.