05 julho 2006

INACIO CUNHA COM NAUFRAGOS

O " Inácio Cunha" na entrada em Leixões no final da campanha de 1950 com os naufragos do "COVA DA IRIA" era seu Comandante o Cap. João dos Santos Labrincha e do navio naufragado o Cap. Carlos Fernandes Parracho . Todos os espaços do navio deviam estar sobrelotados, com mais sessenta e tal homens a bordo.

3 comentários:

Anónimo disse...

Foram comandantes deste navio os srs. catps.:
De 1945 a 1949:
Elias Andrade Bilhau
De 1950 a 1955:
João dos Santos Labrincha
De 1956 a 1960:
Manuel da Silva
De 1961 a 1962:
David Càlão Marques
De 1963 a 1966, ano em que se afundou na Gronelândia, no banco "Store",devido a incêndio:
Ernesto Manuel dos Santos Pinhal

O Arrais

Anónimo disse...

No fim da década de cincoenta foi-lhe instalada uma "passarela" que ligava o castelo da proa ao "espardeque" (sparedeck, do inglês=convés superior interrompido). Em 1965 o espardeque foi aumentado para vante, para que não não existissem botes para ré da ponte, que eram muito difíceis de arrear e de içar.
No lugar desses dóris que ficavam por ré da ponte dpo lado de estibordo, foi colocada uma baleeira com o fim de ir aliviar os botes que estavam demasiado carregados e evitar que tivessem de vir a bordo para "aliviar" e não perderem tempo na pesca. Na passarela da ponte foi montado o fixe do pião do pau de carga para a baleira e esta era arreada e içada com um "pé de Galinha". Uma situação eficaz e económica, porque asim não foi preciso instalar "turcos" para a dita.
O Arrais

Anónimo disse...

Navio gêmeo do "António Coutinho" e do "Elizabeth". Navios contruidos a seguir aos gêmeos "Bissaya Barreto" e "Comandante Tenreiro" e aos também gêmeos "Capitão Ferreira" e "João Costa".
São os navios chamados tipo "renovação" da Comissão Reguladora do Comércio do Bacalhau "CRCB", projectados pelo eng. Júlio David.

O Arrais