25 maio 2011

LISBOA VIA ROCA


 Hoje vim a Lisboa, via Roca.


         
O mar de 2 metros de NW encolhia, com a diminuição da distancia à bóia de aterragem. Até ficar assim, palido com a nossa passagem. 22 Nózes.



          Já no Rio, deparo com esta imagem deste belo Trecolambeco de 2 maquinas, a acabar de dar uma palhetada a ré.



         

Sujou tudo à sua volta.
Baixo teor de enxofre, para quê????

2 comentários:

João Manuel Rodrigues disse...

Uma palhetada á ré, gostei dessa, digamos que estives-te bem.

Fez-me lembrar os tempos em que tinha um semi-rigido todo artilhado, imobilizava o animal com um pião de esguelha e uma palhetada á ré.

E sejam bem vindos ao blogue dos navios e do Mar da Palha, tenebroso, leia-se.

João

Ricardo disse...

Ena que navio trouxe até cá desta vez? Bem vindo de novo ao Tejo! Quando ao Bahia Tres muito verdade, a classificação atribuida!