24 outubro 2010

VALHA-NOS NOSSA SENHORA DO ORÇAMENTO




Algures, nos anos 70 do século XXI, depara – se - nos :

Nos supermercados, ( as mecas dos indicadores) os robalos, linguados e douradas de Espanha e Grécia, não são mais que memórias a apagar.

A DOCAPESCA de Lisboa, a levantar arraiais de LOURES e voltar para a beira mar, onde os navios e não camiões, podem descarregar o peixinho.(Selvagem)
Aveiro descarrega o pescado vindo em navios portugueses, em vez de esperar que os enormes camiões frigoríficos de Espanha o descarreguem desses navios nos muitos portos da GALIZA, e o transportem por auto - estrada para Aveiro, local natural dos navios - Polémica dos empresários espanhóis versus SCUTS portuguesas.


E  finalmente que o ministro que julga tutelar estas coisas, ao ser indagado sobre o mar e o futuro, não venha  ao de cima com falésias, surfs e o  AMO-TE  CARCAVELOS.
Até lá, temos muito que orçamentar. Engraçado, chamamos ao orçamento nosso, mas NENHUM daquele dinheiro é nosso. Até quando? Só nos resta a identidade (?) e ego.

Sem comentários: