17 outubro 2012

PORTUGAL DE HOJE 2ª PARTE

 
A memoria politica dos homens dura menos de quatro anos. Muito menos. E isso faz com que, os bandidos de hoje, corruptos políticos à beira da prisão ( só à beira) apareçam como heróis  pouco tempo depois.

Não me refiro a ninguém em particular, descanse. Sei que deverá haver por aí políticos e gente que se dedica a isso - o que quer que isso seja – honestos e dedicados. Não me recordo de nenhum, mas devo ser eu que ando esquecido.

Vem isto a propósito de um artigo , da autoria de Maria do Céu Lopes, publicado no jornal da minha terra, O ILHAVENSE, onde refere algumas frases actualíssimas, proferidas pelo Dr Mario Soares, em datas não muito distante. Creio que a Srª Dª Maria do Céu Lopes não se zangará comigo por esta minha má acção.

- Os problemas económicos em Portugal são fáceis de explicar e a única coisa a fazer é apertar o cinto. – Diário de Noticias, 27de Maio de 1984

- Quem vê, do estrangeiro, este esforço e a coragem com que estamos a aplicar as medidas impopulares aprecia e louva o esforço feito por este governo. – Jornal de Noticias, 28 de Abril de 1984

- Quando nos reunimos com os macroeconomistas, todos reconhecem com gradações subtis ou simples nuances que a politica que está a ser seguida é a necessária para Portugal. - – Jornal de Noticias, 28 de Abril de 1984

- Fomos obrigados a fazer, sem contemplações, o diagnóstico dos nossos males colectivos e a indicar a terapêutica possível. – RTP 1 de Junho de 1984

- A terapêutica de choque não é diferente, aliás, da que estão a aplicar outros países da Europa bem mais ricos do que nós. - RTP 1 de Junho de 1984

- Desemprego e salários em atraso, isso é uma questão das empresas não do estado…. Isso é uma questão que faz çparte do livre jogo das empresas e dos trabalhadores….. O estado só deve garantir o subsidio de desemprego. - – Jornal de Noticias, 28 de Abril de 1984

- Pedi que com imaginação e capacidade criadora, o Ministério fdas Finanças criasse um novo tipo de receitas, daí surgirem estes novos impostos. – 1ª Página, 6 de Dezembro de 1983

- A imprensa portuguesa ainda não se habitou suficientemente à democracia e é completamente irresponsável. Ela dá uma imagem completamente falsa .-  Der Spigel, 21 de Abril de 1984

 

Com o povinho que Deus lhes deus, fazem tudo e de tudo.

Abençoados


Sem comentários: