13 janeiro 2012

CAPE TOWN


Uma vista de Sea Point, ou da estrada para lá.A cidade espraia-se bem

 Vive aconchegada às serranias, que no dizer das gentes de cá, são das pedras mais velhas que a terra tem.
Também estes pedregulhos já estiveram ao nível do mar, ou o mar esteve lá em cima, sei lá....
 O porto de Cape Town, outrora viçoso de navegação, tem hoje dias mais calmos, se bem que  igualmente produtivos. O processo é muito idêntico ao europeu: Menos navios, e mais carga; explica-se pelo volume dos navios.

Conseguiu fazer o impensável, como se vê na fotografia: juntar o lazer com a sujidade (??) das docas de peixe e de carga. Tudo convive num ambiente saudável.
As grades nas janelas, embora visíveis, não doem na vista, por poucas

Espraia-se e não deixa que o gigantismo de algumas construções manche o horizonte. Exactamente o que não fazemos. Boa!

Sem comentários: