26 janeiro 2010

“…..Por esse tempo os moradores de Lisboa e do arrabalde não passavam de cincoenta mil, o que está de sobejo em relação com o milhão e cem de todo o reino .

Fora mister para a total evocação do velho burgo reviver com esses antigos moradores os passados costumes ; repopular-lhe as abas das colinas, da Alcáçova à Ribeira, de cavaleiros, mesteirais, frades e matalotes; restituir aos primitivos íncolas a Mouraria e as Judarias; e variegar depois a multidão nativa com a mescla desultória de italianos, flamengos, franceses e alemães. Os hábitos e condições de vida davam à cidade uma fisionomia muito própria e totalmente diversa, não só da Lisboa de hoje, mas também àquela data das demais cidades da Europa

Era a Lisboa ardente e sequiosa, de escassos chafarizes, à beira dos quais o povo e os escravos brigavam pela vez; dos açacais com seu asno e os quatro cântaros engradados, apregoando a água pelas calçadas íngremes; e das mocinhas negras, quási nuas, que a transportavam e serviam com as airosas quartas. Era a Lisboa honrada e mesteirosa dos esteres esquecidos, — atafoneiros, regatões, gibeteiros,espareveleiros e desses escrivães do Pelourinho Velho, que, abancados às mesas, redigiam, ao sabor dos freguezes, cartas de amor, requerimentos, versos, discursos, epitáfios, — (ccoisa que em parte alguma das cidades da Europa eu vi jamais» — , diria o viajado Damião de Gois . Era a Lisboa pohcroma dos faustosos mercadores de toda a Europa, entre os quais predominavam os elegantes florentinos, reluzente das armas cavaleiras e negrejante de hábitos monásticos; e ainda a Lisboa dos moiros,.

— alvaneis, azulejadores e ceramistas, que nas tardes de festa bailava e ondulava aljubas alvas, ao som dos alaúdes e pandeiros. O marítimo burgo falazava desvairadas línguas. A veniaga cosmopolita disputava os produtos dos descobrimentos, dentre os quais àquela época avultavam o oiro da Mina e o assucar da ilha…”. ….”

A expedição de Pedro Alvares Cabral e a descoberta do Brasil , de Jaime Cortesão

2 comentários:

Anónimo disse...

LINDA FOTO

Anónimo disse...

Agora digo: mas que linda fotografia
J Gomes