26 junho 2013

ESTAMOS NA LUA.


 O antes, no dia aprazado, cheia de luz, a sugerir outras  grandezas.



Mais pálida, cansada de brilhar, no dia seguinte.

Deu mais de 3,5 metros de amplitude de maré, em Lisboa.
Aguas vivas, portanto.
 

Sem comentários: