13 agosto 2010

O MAR E NÓS

Hoje, ao chegar a casa mais cedo que o costume, encontrei o amigo de longa data, não das escolas  que tem mais 5 anitos -  uma enormidade, quase uma geração quando se é novito. Amadeu José Silva, o Amadeu, o Almadedeus, o gafanhão, sei lá quê mais. Bom amigo e marinheiro sofrido. Muito. Enquanto moçoilo  teve uma paixão por uma belissima gafanhoa, com quem fez do sonho a sua vida. E lã vão, com mais de 40 anos de vida em comum, filhos, netos, chatices e alegrias mais que muitas.
O Amadeu,   com o mar no sangue, não estudou, talvez porque à data preferisse os dinheiros frescos dos empregos rápidos. Fez-se  à Escola de Pesca, em Pedrouços, para Marinheiros,  onde os rapazes cresciam muitas das vezes à força de alguns tabefes. Não o transformaram em bicho , tão pouco em deliquente; Antes em marinheiro, que nos seus dezassete anos, vê alguns amigos e companheiros de labuta a morrer, no mar que lhes deveria dar a vida.


Em 4 anos de pesca do bacalhau, naufraga 3 vezes; Já cá o contei. Na primeira viagem, naufrago. Na segunda  traz o navio, para na terceira e quarta naufragar de novo.
Era já comum ver o Amadeu a aparecer-nos  de camisa grosseira aos quadrados, normalmente muito colorida, botas bacalhoeiras ( botas altas, de dobrar, que se usavam na pesca para protecção-  Sapatos, era impossivel!- ) e olhar maroto, a oferecer cigarros americanos a toda a rua. E se contar 18 rapagões naquele largo, devo errar por defeito. Eram as mais das vezes, mais que isso.



Ainda hei-de contar o naufrágio em que morreram 6 tripulantes, onde andaram 37 pessoas numa balsa de 20 pessoas, onde na aflição e nos susto, ninguém ajudava ninguém. O Amadeu lembrou-se hoje de alguns factos desse dia. Alguns feios.....

Também são heróis, estes homens, não só os que por lá ficaram, mas talvez mais os que continuaram no que se transformou a ultima grande aventura dos Portugueses.

3 comentários:

jc disse...

Phonix...estas imagens impressionam!

Anónimo disse...

Amigo, tens mais fotos deste naufrágio?

Onde, quando e como ocorreu isso?
Sou do Brasil, estive em portugal em 1972, ainda criancinha.
Meus avós eram do Porto.

Se puderes me enviar agradeço desde já.

marcelokevin@gmail.com

Lageosa Da Raia disse...

Caro amigo nao tenho palavras para isto

tambem sou aluno da escola de pesca onde tirei o curso de marinheiro pescador e contra-mestre em 1989

ldcarrico@gmail.com