25 fevereiro 2008

AS GINJEIRAS

São estas, amigo TÓNI, as tais das ginjinhas e dos melros....
Já estas, as das AMARGAS, que nos acompanhavam na nossa meninice, enquanto se calcorreava o mundo, a mastigar as hastes amargas como tudo. Mas também agradáveis...
Davam aquele verde e amarelo á beira dos caminhos

Os MORANGOS

O vinho começa aqui...

Pode-se dizer que é uma borracheira a desabrochar.... Olha que lindo!

22 fevereiro 2008

SOFALA E SOFALA

O antes e o depois.....
Ou o Querido, mudei o Sofala....

LABRINCHA

O N/M LABRINCHA, de 377 GT e 40 ,5 metros de comprimento de sinal, foi construído em 1902 por Bornholms Maskinfabrik, Ronne, Dinamarca, como o Lugre Patacho de 3 mastros Johannes. Em 1918 recebe um motor auxiliar, e é vendido para a Finlandia, para Mariehamm. Em 1937 torna-se o Nossa senhora dos Anjos, da Mutualista e em 1952 o Labrincha, de Labrincha e Filho, Lda, Lisboa. Em 1958 passou a chamar-se S. Silvares, de Lisboa e 1967 AMISIL, da COMPONAVE, também em Lisboa. 1992 foi o ano em que foi desmantelado, ainda em Lisboa, possivelmente no Seixal. Enquanto Labrincha, transportou bacalhau salgado verde da Terra Nova para Portugal.

CASCAIS - DE S. JOÃO

17 fevereiro 2008

C'EST ÇA

Agora é que é a sério....
Já aí está, branca e rosa, ou rosa vestida de branco. Lá em casa, foram as ginjeiras as primeiras a dar flor... Depois foram estas magnificas flor de " damasco", como lhe chamava em miudo ; Agora são alperces.

15 fevereiro 2008

O NAUFRÁGIO DO VAPOR " PORTO"

Já muito se tem falado do " morrer na praia" dos nossos marinheiros, e da indignação que isso provoca. Propositadamente não traduzi o texto abaixo, para ser fiel a interpretação que cada um irá dar. " The Portuguese paddle steamer Porto, m/gt ??, 150hp/9,5 miles, wooden built in 1836 by Plymouth Shipyards for Empresa do Barco a Vapor, Oporto, which placed her in the mail, passenger and cargo service between Oporto and Lisbon, with eventual calls at Figueira da Foz. She was the first paddle steamer registered at Oporto, where she arrived 24/12/1836. On the 29/03/1852 wrecked in the River Douro mouth, Oporto, about 100 meters from local life-boat station, which was out of service due political disputes, with the lost of 36 passengers and 15 crewmembers, despite several pilot-boats had tried to rescue the unfortunates on board. Only 7 crewmembers were carried together with waves to the beach and saved.The image shows the wrecked steamer in the River Douro, in front the Oporto city.

A sina, o fado, o destino, será que explicam tudo???

E não se pode demiti-los??

Porquê?

A FAINA

Não lhe sei o nome; Não é , no entanto, uma fotografia vulgar de se ver. Uma muleta a trabalhar.... Note.se o mastro a dizer francamente para vante.

12 fevereiro 2008

O MAR QUANDO NÂO É VISTO DE TERRA 2

Não será em cruzeiro, mas nas colocações para cruzeiros, terão de andar algumas vezes mais rapidinho. Tempus fugit. Na armada, ta,bém se levam das boas. E os navios deles são normalmente muito esbeltos de linhas, fazendo estas figuras mesmo no verão.
Com o mar assim, dormir deve ser um sonho.... Embalado
Nem sempre , não é? Há que ter em conta o cozinheiro.....
Fotografia mais antiga, mas ainda dentro do tema; Bem pior , por sinal
E claro, as consequencias estão à vista. Neste caso, até parece que não foi grave. So parece faltar uma fiada, (EB). Mas desafiam a fisica, não desafiam????

O MAR QUANDO NÂO É VISTO DE TERRA

Esta fotografia, retirada de um power point que me foi enviado pelo amigo Cordeiro, indómito marinheiro de Portimão, quer demonstrar uma freak wave; Felizmente nunca coloquei o olhito em nenhuma... Mas a ser assim, 30 metros de mar ... Há-de ser obra

11 fevereiro 2008

SANTA MARIA 1961

O navio SANTA MARIA , em 1961, fotografado por um avião Norte Americano.
Dia 21 de Janeiro de 1961-
Inicia-se em Curaçao, a "Operação Dulcineia", que se traduz no assalto ao "Santa Maria", rebaptizado pelos ocupantes de "Santa Liberdade". Comanda a operação Henrique Galvão, dissidente do regime, à frente de militantes do DRIL (Directório Revolucionário Ibérico de Libertação), treze portugueses, onze espanhóis e dois venezuelanos. Na acção, regista-se a morte de um oficial do navio e de dois feridos. Nos planos de Galvão figuraram ataques a Fernando Pó, possessão espanhola, e a Luanda, com o apoio de rebeldes locais.
Dia 25 de Janeiro de 1961-
Um avião norte-americano sobrevoa o "Santa Maria", indicando, pela primeira vez, a sua verdadeira posição.

07 fevereiro 2008

OS ECOS

Velhinho, mas em cima da água....
Foi ECO DOURO, entre outras coisas...
Esta imagem vem directamente de " Navios e Navegadores", a quem eu surripiei. XIU !....

06 fevereiro 2008

FINAL DO DIA

Serena, a barcoleta. Com o "tal" Oeste, que vinha de fora. Há quem chame a estes ventos , o vento do SOL. De manhã é LESTE, ronda para SUL por volta do meio dia e é OESTE ao final do dia.

POGORIA DE SAÍDA

O ventinho de Oeste não permitia veleidades com o pano. Era bem na proa, que a aragem estava
Há sempre uns brincalhões
Foi para a despedida

04 fevereiro 2008

BLUE MOON I

A doca dá " pano para mangas", como diriam lá em Ilhavo, a Grande. Ao fundo está o POGORIA, que sairia pouco depois. Lugre Patacho, para nós e barquentine para os Anglo Coisos.

LIS

É em frente. Jamais toujours.

A DOCA DO ESPANHOL

À espara da maré, ou à espera dos feriados. Na MArina da Doca do Espanhol, onde se aluga água salgada a 30 € por m2 por mês.

SONHOS

Flutuamos todos numa especie de limbo, até agora só perceptivel a muito poucos.