31 janeiro 2006

D.FERNANDO EM AVEIRO

Foi assim que tudo começou em Aveiro. Foi um trabalho notavel, e devia ter continuado.....

A BELÉM EM MARSELHA

De um companheiro, atento às andanças deste espaço ,veio esta bonita imagem da Belém, barca Francesa, construida em Nantes em 1896, já em aço,para o tráfego da America do Sul e Central.

Para felicidade de muitos, franceses e outros que amantes do mar , esta barca navega em perfeitas condições ( à "dessemelhança " da nossa D. Fernando e Glória ) e tem nos seus 55 metros de comprimento , a que se somam 7 metros de gurupés, 22 velas, prefazendo 1.200 m2 de roupinha em cima; São navios belíssimos a navegar; Já atingiam facilmente os 10 nós, que não é mais do que a velocidade que a grande maioria dos navios hoje usa. A nossa D. Fernando, apesar das más lingua dizerem que foi desenhada depois de um lauto almoçarete, fazendo dela uma charrua a navegar, é espantosamente bonita, e por ter sido desenhada e construída por portugueses, ( na diáspora, como agora se diz...) devia ter uns mastritos com esse nome, e navegar com as nossas cores, por esse mar fora, também a fazer jus à belissima reconstrução que sofreu em Aveiro .O CREOULA não chega..... e só conta uma parte da nossa história!

É claro que com cabeças como as de hoje, em lugares potencialmente perigosos, a querer apagar o nosso património em prol de uns metros quadrados de estacionamento de contentores, será muito dificil fazer vingar a ideia de que o mar, que já foi o nosso sustento e veículo primeiro na afirmação de Portugal, terá de o ser novamente, sob pena de não acabar o jogo com o equipamento todo.....

Agradeço também a mensagem deste amigo, que presumo esteja também ele fora. Bem haja.

30 janeiro 2006

A NEVE AO CAIS

Foi assim que chegou a neve que tem teimado em cair nas praias portuguesas, com certeza devido a alguma deficiente instrução do S.Pedro aos seus aguerridos funcionários.
Nesta precisa ocasião, a neve aguardada a descarga.....
É Tanta!!!!!!

28 janeiro 2006

À POPA

É de uma beleza aterradora, esta imagem.... É o mesmo navio, a navegar à popa, provavelmente com a maquina reduzida; E mesmo assim é o que se pode ver!! E não é nada pequeno, o navio; Imaginem só as nossas barcoletas, a padecer isto.... No Blue Moon, era bar aberto, de certeza.....

FINALMENTE ATRACADOS

Depois , muito depois, e quando já ninguém se lembra da tormente, há estas coisas para nos recordar da relatividade dos tamanhos.... Navios grandes, mas.... Todos nós, temos lido e ouvido que os navegantes, ( mais os grandes pro, que dos outros não reza muito a história) de vez em quando, lá dão uma trombadinha em coisas que não se vêem.... Baleias e afins arcam com as culpas, mas a GRANDE MAIORIA das ocasiões, são estas coisas tortas , que caem ao mar às centenas todoas os anos, e ficam por ali a boiar em meia água, até desaparecerem.....

A CORRER COM O TEMPO

É nestas condições , meus amigos, que a maioria grita pelos respectivos gregórios - que não é vergonha nenhuma PARA NINGUÉM - com toda a força das suas almas, até à prostação....
Sei que é muito feio, mas sempre me ri de todos quanto enjoavam, até há pouco, quando subitamente me juntei a essa maioria silenciosa; Agora sou um feliz "enjoante" , e de cada vez que apanho um pouco mais de mar, ( nem é preciso muito) lá estou eu entregue às minhas novas atribulações. Para gáudio de muitos , diga-se!!

27 janeiro 2006

SEM PALAVRAS

Todos nós temos presente a célebre frase de que quando as coisas correm mal, correm mesmo muito mal, não temos??
Pois nesta sequência incrivel de fotografias, também enviadas pelo Zé Serra, as coisas foram assim; NÃO DÁ PARA ACREDITAR....
Vejam lá o pobre co cozinheiro, com os tachos ao lume, ver-se assim, tão de repente, com o caldo entornado!!!!!!!
Sabem a razão do viranço??? Aceitam-se sujestões.

26 janeiro 2006

SURRIADA

Ainda da mesma fonte, o que poderia ser uma fotografia tirada do navio anterior, desta vez do acolhedor aconchego do seu interior; Creio que é de um navio de cruzeiro, ou de um ferry, esta proa.

MAR DE PROA

Fantástica sequencia de fotografias, enviadas pelo meu amigo e colega(ão) Zé Serra, de um navio a caturrar com mar grosso de proa. Para todos os amantes de CRUZEIROS e passeatas a bordo dos luxuosos , eis uma imagem cada vez mais rara de ver, um navio de cruzeiro com mar forte, e a insistir

18 janeiro 2006

HELSINQUIA 2 RECANTOS

Não recrdo já se era à saída do inverno, se à entrada; Sei , pela cor das fotografias, que era por lá... Muitos ferries, tudo muito bonito, mas o dia tem este aspecto....

CHEIO MAIS CHEIO NÃO HÁ

Pois é, tudo serve para transportar tudo; E não são camiões, pasmem.... Estes barquitos, correm aquela miriade de braços de rios em quantidades que assustam ( as vezes, claro).

ANTES DA TEMPESTADE

Adivinhem quem vêm aí????

POR DO SOL

Este lembro-me perfeitamente; Fotografia tirada no meio do mar.....

PÔR DO SOL EM IMMINGHAM

Creio que é Immingham, e é o pôr do sol; Nascer é muito amarelo.....

O BARCO DOS PILOTOS - VERSÃO NORTE EUROPA

Esta é a versão que os fulanos tem do barco dos pilotos, onde passam creio que 7 dias, a fazer serviços de entrada e saída; E algumas vezes com mar à séria....
Que não foi o caso deste , que saiu todo bem disposto, e a dizer-me até breve.....

KIEL - ACIDENTE

Numa das passagens pelo Kiel , reparei nisto ... Foi só chapa, como se costuma dizer... Mas foi susto, com certeza; Tanto o capitão como o segundo piloto estavam na ponte, naquele momento; E foram os camarotes deles que andaram.....

15 janeiro 2006

QUEBRAMAR

Como não podia deixar de ser, os nosso amigos Espanhóis, sempre atentos a tudo, não deixaram escapar esta oportunidade; E lá estavam eles a relatar o evento; Um barquito feito` " taylor made" na Argentina, para a equipa de regatas QUEBRAMAR; É de notar que vái fazer o campeonato em Espanha.....

13 janeiro 2006

MAQUINA DE LAVAR PARTE II

A primeira máquina de lavar que vi , nas minhas andanças..... Tentei comprar uma igual, dias depois, mas o fulano não quis vir.....

O GRANDE NORTE

Mais duas imagens do Norte da Europa, muito possivelmente de THORSHAVEN, nas Ilhas Faraoé, por cima das Shetlands, onde durante a guerra ( e agora) se encontra(va ) a Base Naval de Skappa Flow; Também nesta zona encontramos a Merry men of mey, que é uma corrente de maré, bastante forte, de que dou esta imagem retirada de Wikipedia: - The Merry Men of Mey’. Forms off St John’s point in the west going stream and extends as the tide increases NNW across the firth to Tor Ness. The worst part is over a sand wave field about 3 ½ miles west of Stroma. The waves formed by this race form a natural breakwater with relatively calm water to the east of it, particularly noticeable when a westerly swell is running. Tides in this area can exceed 10 kts. Para se navegar à vela, como se pode constatar, só com continhas bem feitas, e uma boa dose de " self discipline", qu é o minimo.

AHOY WE GO

Aqui estou eu, num numero de circo, que mesmo na hora do patrão eu arranjava forma de realizar....

Possivelmente, aqui a mostrar a algum tripulante mais mariquitas como é que se subia ao mastro de sinais.

Devia andar pelas Dinamarcas, a julgar pela bandeirita içada.

A GRONELANDIA

Era ( e é, julgo eu ) a vista do jardim lá do barco; 360 graus que se rodasse, era a mesmissima coisa , sempre. Mas ainda mais impressionante, ao vivo. Enorme !

AS VIAGENS NA TERRA DOS OUTROS

De todas as viagens que fiz, as que parava pela Groenlandia, e que aconteceram durante alguns anos entre Maio e Outubro, são sem dúvida das que guardo com mais carinho; Não pela Terra, pelas pessoas (Os habitantes mal se viam) ou pelo mar que até lá - era terrivel o cabo Fareweel - tinha de passar, SEMPRE, mas talvez pelo tempo que me deu para olhar para tudo; Lembro-me de acontecimentos incríveis, que só lá poderiam existir; mas fica para depois. Carregava na altura uma terra rica em qualquer coisa que já não me recordo, mas sei que era para a industria do aluminio. O destino era Copenhaga. Só se podia trabalhar entre Maio e Outubro, e era normalmente o primeiro e ultimo navio a fazer o trafego; Pelo degelo parcial do mar, que nos permitia navegar ( com muita dificuldade) em Maio, e no começo do gelo em Outubro, que nos ia impedir totalmente o navego. A fotografia mostra o 2º Piloto do navio, que não me recordo o nome ( infelizmente) e o navio após o primeiro nevão.
Tenho saudades daquelas viagens.... e daqueles tempos

POIS É!!

Claro que estou chateado; Elees falam e depois não fazem nada....
Deixam-me para aqui, assim, sózinho, e não hei-de ter esta cara!!!!
António Cunha, em estaleiro...

12 janeiro 2006

D.FERNANDO E GLÓRIA

Era este o estado em que se encontrava a bonita fragata , conhecida pela D. Fernando, e que, apesar de tudo o que dela se diz ( que não anda, que foi desenhada depois do almoço, Charrua, etc. etc.) é um navio fantástico, uma das poucas fragatas ainda a navegar ( se bem que a nossa não navega, com os mastros aldrabados , impedindo por isso a sua utilização com velas ) , ganhando até alguns prémios internacionais; Deveria navegar, e ser bem aproveitada; Construída no Portugal da altura ( India) e por Portugueses também há altura.
Fotografia tirada em Aveiro, no estaleiro onde foi reabilitada.

06 janeiro 2006

CP VALOUR - A LUTA

É um embate formidável ! Triste, para os que, como eu, têm o mar por devoção; Mas igualmente bonito, sem dúvida; Estas fotografias devo-as ao meu querido primo Filipe Vitorino, neto do capitão do Senhora da Vida, navio da pesca do bacalhau, pois sim senhor! O Capitão Simões.

COMO TU ERAS....

Das várias fotografias que recebi do malfadado CP VALOUR, foram estas que me chamaram a atenção; Apesar das condições de mar não terem sido, ao que parece , tumultuosas, os estragos são já notáveis e apreciáveis! Agua mole em ferro duro.... não rima mas é tão verdade como a que rima!

04 janeiro 2006

SIRICAIA À LA JÚLIA ( TAMBÉM!!!! )

Porque nestas ultimas 2 semanas atraquei por outras tantas vezes neste pratito delicioso, que me atrevi a questionar a " MESTRA " da dificuldade de cozedura do dito ; Para meu espanto, a Senhora olha-me nuito séria e diz: - Olha que é muito fácil! E dá para fazer no barco!! Foi o que eu quis ouvir..... Pois então vamos ao resto da conversa: - Começamos com: 0.5 Kgs de açucar .- 2,5 Dls de Água.- 0,5 Lts de leite.- 100 Grs de Farinha normal ( Imaginem com a super!?!? ) 9 Ovos Faz-se um ponto leve com o açucar e a água. desfaz-se a farinha no leite, e ferve-se em papa. Mistura-se com o açucar em ponto. Juntam-se as gemas e mexe-se; Depois batem-se as claras e junta-se ao creme. Polvilha-se uma forma com canela e vai ao forno por 25 minutos; Se abrir rachas não faz mal. Serve-se com ameixas de Elvas, em conserva; Ou então com mel..... Espero que esteja correcto. Tentem no barquito, vá..... Coragem, que é mais fácil do que 2 dias enjoado..... Garanto eu!!!